Memórias de Líderes da Alta Gestão - Vol. 4

A vida fica muito mais leve e ganha sentido quando os indivíduos possuem um propósito, o objetivo que os leva adiante. Essa missão, seja para conquistar ou criar algo, é a grande mola propulsora, a fonte criadora capaz de levar o ser humano a contribuir verdadeiramente para a sociedade e a vencer, a despeito das circunstâncias. Crises, para eles, são novos horizontes, formas de enxergar o mundo e os fatos sob outra perspectiva, muitas vezes, ignoradas pela maioria. Visionários, criadores de tendências, empreendedores, diversos são os nomes que os classificam, mas únicas são as habilidades que possuem. Seu tato para lidar com desafios é reconhecido na comunidade em que vivem, no Brasil e até em outras nações. Em empresas multinacionais, na autuação autônoma ou em empreendimentos próprios, constroem o presente e as bases para o futuro; um legado a ser observado por todos aqueles que têm sede de conhecimento.

Nas próximas páginas, você tem a possibilidade de beber dessas águas abundantes em experiências. Histórias estas repletas de atalhos; dicas estratégicas para se aprimorar, alavancar negócios, crescer na carreira e, mais do que isso, de muita empatia pelo semelhante. A cada capítulo e autor, um aprendizado diferente e a imersão em praticamente um curso sobre negócios, trabalho, profissão e vida, que começa com a aula magna já na apresentação desta obra, e sequer pode ser encontrado em qualquer especialização ou ao frequentar os bancos da academia.

Liderança Humanitária

A Força do Propósito e da Felicidade no Sucesso das Pessoas e Organizações

Durante décadas os líderes eram conhecidos como “chefes”. Atualmente, o termo “líder” é o mais utilizado e adequado dentro das corporações. Após o Covid-19 no Brasil, o ambiente corporativo na maioria das empresas mudou e a liderança humanitária se tornou cada vez mais presente dentro das empresas. A figura do líder que inspira pelo exemplo e que mostra o caminho, conecta-se mais com o momento atual do que à imagem do chefe habitual. A antiga imagem do líder centraliza todas as tarefas e que trata seus funcionários como máquinas está desaparecendo. Atualmente, o líder humanitário coloca em primeiro lugar o bem-estar dos seus colaboradores, e almeja a retribuição de sua equipe com a preocupação de mais engajamento e produtividade pelo bem comum. O conceito do elemento humano para as organizações renovou conceitos antigos e ultrapassados de chefia. Os colaboradores “colaboram” e trabalham por “um bem comum” tanto para líderes como para seus colaboradores. O líder humanitário percebe as carências do ecossistema empresarial e se envolve nas oportunidades que definem ou atenuam estas dificuldades.

Para se tornar um líder humanitário, o profissional precisa apresentar em diálogo e atitudes uma maneira diferenciada e exclusiva de lidar com o grupo do qual é gestor, assim como exemplificar, sempre, pelo próprio exemplo. Membros são vistos como uma equipe, são motivados e estão sempre em constante sintonia com seu líder. Assim sendo, passam a funcionar em uníssono com o líder e todos desenvolvem-se de forma muito mais eficiente com o intuito de atingir metas – que são humanitárias para todos os envolvidos.

A liderança humanitária implica em escolhas que transformem recursos insuficientes em oportunidades abundantes que possam impactar as comunidades. O líder humanitário deve assumir a responsabilidade pelo trabalho com um propósito expressivo que está além dos números e lucros.

ESG

Pilares da Transformação Ambiental, Social e Governança

ESG significa “Environmental, Social and Governance” (Governança Ambiental e Social) e representa uma linha de critérios das melhores práticas ambientais, sociais e de governança de uma empresa, minimizando os impactos no meio ambiente, trazendo mais sustentabilidade e mais responsabilidade para as pessoas, e criando melhores métodos na administração.

O cuidado com o meio ambiente, a responsabilidade social e a adoção de melhores técnicas de governança são fatores que auxiliam o equilíbrio das empresas. Por esta razão, ESG tornou-se um termo bastante popular, com critérios de sustentabilidade onde investidores também analisam fatores ambientais, sociais e de governança de uma empresa.

O ESG é importante para as empresas que almejam um futuro mais sustentável e boas práticas de negócios, assim como para os investidores torna-se importante procurar investimentos que levem em consideração a sustentabilidade. O ESG torna-se uma métrica que avalia o desempenho das empresas em ESG que apresente vários benefícios, sobretudo para novos investidores.

Este é um tema contemporâneo que trazemos para inspiração e motivação dos líderes no comprometimento com a causa e com os pilares do ESG – Transformação Ambiental, Social e Governança.

Felicidade no Trabalho

Reflexos nas Pessoas e nos Resultados das Organizações

Quando se gosta do que faz, o tempo torna-se relativo. As horas passam rapidamente e toda a sua atitude torna-se mais positiva e vigorosa, e os resultados começam a acontecer. Não há obstáculos, só há soluções. Todos os problemas tornam-se aprendizados. Imagine, então, o oposto? Quando se detesta o que se faz e cada momento parece interminável? Qualquer problema torna-se uma intransponível montanha, qualquer mudança traz desalento por ter que mudar o ritmo automático em que se obriga a viver, e ter que renovar e inovar? Por fim, tudo resume-se horas árduas de sofrimento e passa-se a olhar para o relógio à espera de que o dia termine o mais rápido possível. Há aquele suspiro de alívio ao final do expediente e pensa-se: “Agora, só amanhã.”.

O ser humano vive na constante busca pela felicidade. Mas, o que é felicidade? É muito difícil definir felicidade, pois o que significa felicidade para um, pode não significar o mesmo para outro. No entanto, é notório que a felicidade é uma das principais motivações do ser humano. Mas será possível encontrar felicidade no trabalho? É possível equilibrar vida pessoal e profissional e ser feliz em ambas? É possível manter os colaboradores felizes e reter talentos, ter menor absenteísmo, e aumentar a produtividade?

O ambiente de trabalho é um fator fundamental para promover o bem-estar do colaborador. Cada vez mais as organizações preocupam-se em promover o bem-estar de seus colaboradores e criar um bom clima e cultura organizacional, equipes trabalhando engajadas em um bem comum, satisfeitos com o produto da empresa e que encontram propósito e orgulho pela empresa em que trabalham. Nos tempos atuais, os líderes devem estar constantemente atentos à felicidade organizacional no ambiente laboral, assim evitando ansiedade, absenteísmo, burnout ou depressão. Colaboradores felizes são mais motivados e compromissados. Felicidade traz benefícios para ambas as partes: produtividade, retenção de talentos e diminuição do turnover, entre outros.

A Felicidade no Trabalho gera resultados e impacta no sucesso das pessoas e no resultado das organizações.

Livro Liderança Estratégica

O "Novo Normal" na Visão de Líderes da Alta Gestão

A liderança estratégica não motiva apenas um indivíduo e sim, toda uma equipe para alcançar o mesmo objetivo. O verdadeiro líder sabe trabalhar com as diferenças levando sempre em consideração a valorização do capital humano.

O mindset da liderança estratégica já vinha passando por transformações. Qual a sua visão sobre a liderança estratégica diante do “novo normal”?

Quais requisitos comportamentais são necessários para o líder diante do “novo normal”? De que forma a tecnologia e a transformação digital são aliadas do “novo normal”? O que muda no comportamento do cliente com o “novo normal”? Como está o mercado de trabalho com o “novo normal”? O home office veio para ficar?

Quais aprendizados ficarão para a humanidade diante do “Novo Normal”?

Esses e outros questionamentos serão respondidos pelos líderes que deixarão mais um legado, compartilhado nesta publicação histórica.

Liderança da Alta Gestão em Tempos de Crise

Desafios e Aprendizados

Recorde de publicação: 117 autores

O mundo passou por inúmeras crises ao longo da história. Desde a antiguidade, os humanos têm enfrentado desafios grandes para manter a sociedade nos eixos. Doenças e abalos econômicos estiveram presentes nos continentes europeu, asiático e africano, bases da civilização como a conhecemos hoje. Esses povos aprenderam, com muita força, a seguir em frente, independentemente das circunstâncias, e deixaram um legado às suas gerações. Na América, movidos pela esperança de uma vida nova, instalaram as fundações de uma comunidade que buscava, acima de tudo, se desenvolver. A garra para lutar não era apenas pela sobrevivência, mas pelo futuro dos que ficariam nessa terra. Instalaram-se, aprimora¬ram o comércio, os negócios como um todo, e foram responsáveis pelo avanço social alcançado.

Essa força se perpetuou e, até muitos anos mais tarde, deu frutos capazes de superar qualquer adversidade. Eles são homens e mulheres da Alta Gestão, alguns atualmente na América, outros na Europa, que estão preparados e fazem o melhor para o planeta continuar nos eixos. Diante de adversidades, não esmorecem e, neste livro, contam como superar os desafios impostos em crises, inclusive durante uma pandemia. São lições valiosas, recheadas de insights de quem é capaz de enxergar longe e passar, da melhor maneira possível, pelos desafios, sem nunca perder a fé no outro e, principalmente, na humanidade.

Certamente é uma publicação histórica!

Alguns Líderes Biografados

Lista Completa de Líderes Biografados